Roberto Fernandes cobra contratação de centroavante no Santa Cruz

O Santa Cruz abre mão forçadamente de um centroavante para enfrentar o Juazeirense/BA, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro da Série C. Sem o atacante de referência – Halef Pibull, o único camisa 9 do elenco, está com conjuntivite –, o técnico Roberto Fernandes é forçado a improvisar um falso 9. Com a carência e o mesmo problema desde o início da temporada, o treinador espera a contratação de um homem de referência, mas sabe das limitações financeiras do clube, além das dificuldades de mercado.

“Não posso desvalorizar quem está na casa, até porque uma das posições mais traiçoeiras é a do camisa 9. De repente, fosse pode não estar marcando, mas depois começa a fazer gols e vira até ídolo. Posso dizer que a posição de centroavante ainda está em aberto. Estamos buscando reforçar o setor. Ter apenas um centroavante é quase como não ter opção. É importante o elenco ter pelo menos dois atacantes de área”, declarou.

Este ano, o Santa não teve nenhum “homem-gol”. Contratou Vinícius, Robert e Halef Pitbull para o posto de centroavante, mas os dois primeiros não tiveram sucesso e foram liberados pelo Santa. Assim como em outros jogos da temporada, a única saída é utilizar um atacante de lado ou um meia como falso 9, função já exercida tanto pelo meia Hericles como pelo atacante Augusto.

O artilheiro do time, por exemplo, é o atacante Robinho, que balançou as redes sete vezes e disputou todas as 27 partidas no ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *